" />

Avro Lancaster – O bombardeiro noturno da Segunda Guerra Mundial

O projeto inicial do Avro Lancaster tinha uma configuração bem diferente do avião que se tornaria o maior bombardeiro britânico na Segunda Guerra Mundial. Inicialmente a diretiva pedia um bombardeiro bimotor com capacidade de 5400 Kg de carga bélica. Essa capacidade de carga bélica podia ser configurada com apenas um bomba de 3600 Kg ou dois torpedos. Os concorrentes para desenvolverem esse novo bombardeiro foram a Handley Page através do HP.56 e a Avro representada por seu bimotor Tipo 679.

Desenvolvimento

A Handley Page saiu da concorrência porque já estava mais envolvida com outro projeto conhecido como HP.57 Halifax. Desse modo, o bimotor da Avro, que era equipado com motores Rolls-Royce Vulture de 24 cilindros, fechou um contrato inicial de 200 aparelhos, já era conhecido como Manchester. Começava a nascer o que se tornaria o Lancaster e no momento que a Segunda Guerra estivesse em um ponto mais crítico ele seria decisivo.
Base de fixação personalizada do Avro Lancaster.

A miniatura do bombardeiro noturno Avro Lancaster tem uma base personalizada informando tipo modelo e nacionalidade.

Logo uma versão, Manchester II, foi lançada e equipada com dois motores diferentes, o Bristol Centauros e o Napier Sabre em uma tentativa de sanar as deficiências do motor Rolls-Royce Vulture. Com a insatisfação e os problemas gerados pela falta de confiabilidade em seus motores foi desenvolvida uma versão quadrimotor. Essa versão foi designada de Manchester III e para suportar a nova configuração com quatro motores algumas modificações foram realizadas. A principal delas foi a seção central da asa prolongada para acomodar os motores adicionais. Os motores foram substituídos por quatro Rolls-Royce Merlin.

Quer Fazer Parte de Nossa Lista VIP?
Preencha o formulário ao lado e faça parte de nossa lista VIP e receba as atualizações diretamente no seu e-mail.

Leia sobre outros bombardeiros da Segunda Guerra Mundial:

Avro Lancaster em réplica.

A réplica do bombardeiro Avro Lancaster esta em escala 1/144 tem as hélices dos motores móveis, possibilitando que elas girem ao rodar com os dedos.

 

Com o surgimento dessa nova versão os projetos dos aviões bimotores foram cancelados e todo o trabalho passou a se concentrar no Manchester III. A Avro lançou um protótipo baseado no Manchester III denominado de Avro Tipo 683. Por utilizar cerca de 75% das peças do Manchester III o projeto foi desenvolvido de forma rápida e passou a ser chamado de Lancaster. O primeiro voo aconteceu em 9 de Janeiro de 1941 e grandes quantidades de aparelhos foram encomendadas, sobretudo, devido ao excelentes impressões mostradas logo de início.

Visão detalhada dos motores da asa direita da miniatura do Lancaster.

Imagem da miniatura do bombardeiro Avro Lancaster destacando detalhes dos motores na asa direita onde se encontram as hélices que giram com os dedos.

Modificações foram sendo realizadas entre os primeiros protótipos, entre elas, o aumento de torres de aramento na proa e polpa do bombardeiro. Essas mudanças foram exigidas pelo Ministério do Ar por achar o armamento inicial do primeiro protótipo insuficiente. A deriva também sofreu modificação sendo aumentada a sua superfície. Outra modificação significativa foi nos motores que passaram a ser Rolls-Royce XX. Após as modificações o protótipo teve seu voo inaugural em 13 de Maio de 1941 e enviado em seguida para uma série de testes em Boscombe Down. Em 13 de Setembro de 1941 o protótipo foi enviado para treino e avaliação para o 44° Squadron da RAF.
Visão mais próxima da parte frontal da miniatura do Lancaster.

Bombardeiro em miniatura Avro Lancaster da RAF. Na janela frontal na parte superior destaca-se a torre com duas metralhadoras de 7,7 mm.

O bombardeiro colhia os frutos da instalação dos novos motores que deram um aumento substancial em seu desempenho. A velocidade máxima em 5846 m de altitude atingia os 483 Km/h, a carga bélica passou a ser entre 5400 Kg e 6350 Kg. O combustível carregado internamente passou de 6400 litros para 8100 litros, permitindo que o bombardeiro atingisse um raio de ação de 4072 Km contra os 1930 Km anteriores. A produção em série foi facilitada porque muitas peças do Manchester foram utilizadas na produção do Avro Lancaster. A produção teve início em Outubro de 1941 e na fábrica da Avro foi realizada uma conversão de Manchester inacabados para o padrão Lancaster B.Mk I,  uma outra quantidade foi convertida nas instalações da Metropolitan Vickers.

Avro Lancaster em miniatura na escala 1/144

Bombardeiro Avro Lancaster em miniatura. Os  aviões do Reino Unido tinham a identificação do esquadrão com duas letras posicionadas ao lado da insígnia, uma letra do outro lado da insígnia representava o posicionamento do avião junto a sua unidade.

Uma nova versão inferior

Em 1942 a denominação do bombardeiro passou a ser B.Mk II e eram equipados com motores radiais Bristol Hercules. Essa solução foi adotada porque a produção do Lancaster B.Mk I estava em ritmo acelerado e temia-se que a produção de motores Merlin não conseguisse acompanhar o ritmo da produção do B.Mk I. O problema da versão B.Mk II era uma menor velocidade e capacidade de carga comparando com o B.Mk I. Motores Merlin fabricados sob licença nos Estados Unidos pela empresa Packard garantiram o fornecimento e, ainda serviram para alguns outros aviões, entre eles o North Amerecan P-51 Mustang. Devido a limitação de velocidade e carga bélica o B.Mk II teve um número menor de aparelhos fabricados, girando em torno de 300 unidades.
Miniatura do Bombardeiro britânico Avro Lancaster.

A miniatura do Avro Lancaster é caracterizada pelo relevo ao longo da fuselagem representando os painéis e seus rebites.

Assim como já havia recebido o protótipo do Avro Lancaster para avaliação, o 44° Squadron também foi a primeira unidade a ser totalmente equipada com  o novo bombardeiro. Também foi a primeira unidade a utilizar o Lancaster em combate. Tal ação aconteceu em 3 de Março de 1942 após minarem o Golfo de Helgoland. Um dos motivos que levaram o Avro Lancaster a ser estigmatizado como bombardeiro noturno foi um ataque em Agosto de 1942. Na ocasião os 44° e 97° Squadron realizaram um ataque diurno sem escolta em Augsburgo. O ataque danificou seriamente uma fábrica de motores diesel destinadas aos U-Boot, mas a operação causou a perda de sete bombardeiros. Após esse ataque o Estado-Maior ordenou que fossem suspensos os ataques diurnos de bombardeiros sem escolta. O Avro Lancaster iria se “especializar” em ataques noturnos.

Bombardeiro em miniatura Avro Lancaster inglês.

Na parte frontal interior da miniatura do Avro Lancaster é possível ver uma bolha transparente. Era utilizada pelo bombardeiro-apontador na última fase do ataque.

O armamento do Avro Lancaster

O armamento defensivo era constituído de três torres acionadas hidraulicamente, com oito metralhadoras Bowning, calibre de 7,7 mm sendo que, duas estavam alojadas na raiz, duas no posto dorsal e quatro na torre da cauda. Além dos canhões para autodefesa o bombardeiro levava sua carga bélica nos porões. Para a realização dos ataques as barragens de Mohne alguns Lancaster sofreram modificações em seus porões de bombas para que pudessem acomodar as bombas saltadoras.
Réplica do Avro Lancaster em escala 1/144.

O bombardeiro Avro Lancaster tinha uma torre traseira equipada com quatro metralhadoras de 7,7 mm separadas um alçapão de emergência separava os dois suportes gêmeos.

Ao todo foram fabricados  7377 unidades que ao longo da Segunda Guerra Mundial realizaram mais de 159.000 saídas que resultaram em aproximadamente 62000 toneladas de bombas lançadas. Entre os feitos do Lancaster na Segunda Guerra esta o de ter atacado e afundado o couraçado alemão Tirpitz. Além do Reino Unido o Canadá também fabricou o bombardeiro.

Detalhes da miniatura do Bombardeiro Avro Lancaster.

Esta imagem da miniatura do Avro Lancaster proporciona uma visão bem ampla da configuração aerodinâmica deste bombordeiro histórico. Os destaques ficam para os quatro motores Rolls-Royce Merlin (12 cilindros  e 1223kW de potência cada) e também para a dupla deriva.

Características técnicas do Avro Lancaster B.Mk II

Tipo: bombardeiro quadrimotor pesado
Tripulação: piloto, co-piloto, navegador, operador de rádio, bombardeiro, mecânico e operador de metralhadora de causa.
Envergadura: 31,09
Comprimento: 21,18
Altura: 6,10
Superfície alar: 102,49 m2
Peso bruto: 15.999 Kg
Peso máximo de decolagem: 31.750 Kg
Velocidade máxima: 470 Km/h
Teto operacional: 7528 m
Raio de ação: 4072 Km
Motor: quatro motores Rolls-Royce Merlin de 12 cilindros e 1.223 kW de potência cada.
Armamento: oito metralhadoras em três torres, uma única bomba de 6 toneladas ou 6.500 Kg de bombas menores.
Mais informações sobre o Avro Lancaster pode ser  obtida no blog Asas de Ferro.

Sobre Adriano Alves

Começou a escrever em blogues em 2009 como convidado e não parou mais. Hoje escreve em quatro blogues, trabalha em uma empresa como Analista de Suporte Técnico e tem como hobby ler, estudar, ouvir música, assistir filmes e seriados e, principalmente, colecionar miniaturas militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top

Faça parte de nossa lista VIP!

Você quer ser o primeiro a receber nosso conteúdo? Basta cadastrar seu e-mail agora.

Thanks for subscribing. Please check your emailPlease fill in all required fields

Somos Contra SPAM!